Últimas Notícias

Cubanos constituem o segundo maior número de imigrantes no Brasil

Foto: Câmara de Comércio de Cuba
Repórter Jessica Alves

A população de imigrantes que vem de Cuba para o Brasil aumenta expressivamente com o passar dos anos e já ocupa o segundo lugar no ranking de imigrantes no país, onde perde somente para a Venezuela. O aumento ocorre a partir de 2015, antes disso, os imigrantes cubanos no Brasil variavam de 40 a 145 por ano, de acordo com o Comitê Nacional para os Refugiados (Conare). Em 2016, o número de solicitações de refúgio no país foi de 1.370, o que superou os pedidos feitos pelos imigrantes angolanos.

Inicialmente, os imigrantes cubanos entravam no território brasileiro com intenção de se encaminhar até os Estados Unidos, Uruguai e Chile. Porém, permaneceram no país devido ao programa de proteção a refugiados e à liberdade econômica e de expressão existentes.

O trajeto de Cuba até o Brasil é feito por viagens aéreas e por terra. Inicialmente é pego um voo da ilha até a Guiana, que faz fronteira com a região norte do país. Então com a ajuda de coiotes (agentes que conduzem imigrantes pelas áreas da fronteira), eles chegam até o território brasileiro, onde geralmente se encaminham para Boa Vista, capital do estado de Roraima, e então se dispersam até outras regiões.

Em entrevista para o portal UOL, a coordenadora do Instituto de Migrações e Direitos Humanos (IMDH), Rosita Milesi, declarou que os imigrantes alegam que encontram imensas dificuldades em viver em seu país de origem, devido à falta de liberdade e a eventuais problemas que enfrentam ao discordarem de seu governo. Apesar das dificuldades que enfrentam com questões raciais e culturais, os imigrantes cubanos visam a melhora na condição de vida dos mesmos e de seus familiares.

"Saí de Cuba primeiro por razões políticas. Em Cuba não há liberdade, não se respeitam os direitos humanos e somente os chefes comunistas desfrutam de conforto e segurança. Além disso, o salário é uma miséria. Agora nós somos bem-vindos aqui", afirmou Lester (sobrenome não identificado), imigrante cubano, para o portal UOL.