Últimas Notícias

Frente Brasil Popular no RS promove ato “Marielle vive”




Reprodução CUT-RS

Sob o título “Nas ruas por Marielle e por Justiça”, a Frente Brasil Popular no Rio Grande do Sul, integrada pela CUT, divulgou nota convidando a população, para que participe do ato “Marielle vive”, a ser realizado nesta sexta-feira (13), às 18h, na Esquina Democrática, no centro de Porto Alegre.

Haverá também manifestações em outras cidades do país, marcando um mês do assassinato a tiros, ocorrido em 14 de março, da vereadora Marielle Franco, do PSol, do Rio de Janeiro. Era mulher, negra, mãe, feminista, lésbica, socióloga, “cria da favela”, como ela mesmo gostava de falar, e referência na luta pelos direitos humanos. O motorista Anderson Gomes, de 39 anos, que dirigia o veículo, também foi morto na ocasião.

“Eles tentam. Mas não vão nos calar. Seremos a voz e a luta de Marielle. Seremos a voz e a luta de Lula. Seremos Marielles, Lulas, Manuelas, Boulos, que se multiplicarão a cada dia, em cada cidade e estado deste país”, afirma o texto.



Leia a íntegra da nota da Frente Brasil Popular no RS:

Nas ruas por Marielle e por Justiça

Marielle e Anderson foram brutalmente assassinados no Rio de Janeiro. As balas da morte eram de um lote pertencente à Polícia Federal. A caravana de Lula foi atingida por tiros no Paraná. A balística comprovou que os projéteis pertencem a um fazendeiro que briga com o MST.

Marielle foi silenciada por denunciar a banda podre da polícia, ao mesmo tempo em que defendia os bons policiais e o povo pobre da favela da Maré. Foi assassinada no momento em que lutava contra a intervenção militar e defendia o empoderamento das periferias, das mulheres, dos negros, da juventude. Lula foi preso numa tentativa desesperada das elites de tirá-lo do páreo nas eleições presidenciais.

O golpe, que teve início no dia 17 de abril de 2016, não tem limites. Cassou Dilma sem crimes, acabou com direitos trabalhistas, matou Marielle e Anderson. Segue assassinando a juventude negra nas periferias, as lideranças camponesas, sindicalistas e militantes. Prendeu Lula. Quer acabar com o direito à aposentadoria. Criminaliza, todos os dias, os movimentos sociais e a Esquerda Brasileira – como acontece agora com Padre Amaro - enquanto protege Temer e a quadrilha do PSDB, PMDB e PP que assaltaram o poder no Brasil.

Eles tentam. Mas não vão nos calar. Seremos a voz e a luta de Marielle. Seremos a voz e a luta de Lula. Seremos Marielles, Lulas, Manuelas, Boulos, que se multiplicarão a cada dia, em cada cidade e estado deste país. É com esta convicção que a Frente Brasil Popular no RS convida toda sua militância a participar do ato “Marielle Vive”, organizado pelo PSol, que acontece nesta sexta (13), às 18h, na Esquina Democrática, em Porto Alegre.

Estaremos presentes, expressando nossa solidariedade e respeito. Estaremos juntos para expressar na prática o que temos defendido desde 2016: a unidade da Esquerda Brasileira na luta contra o golpe, na defesa dos direitos da classe trabalhadora, na defesa da democracia e da Justiça de Verdade.

Frente Brasil Popular no RS