Últimas Notícias

Manuela D'Ávila denuncia prisão política de Lula em agenda internacional

 Reprodução/Facebook
A pré-candidata do PCdoB à Presidência da República, Manuela D’Ávila, está em agenda internacional denunciando a prisão política do ex-presidente Lula e o grave momento político e institucional que o Brasil atravessa.

Na manhã desta quinta-feira (12), a presidenciável estava no Uruguai, onde se encontrou com parlamentares da Frente Ampla, imprensa e com o ex-presidente do Uruguai, Pepe Mujica, que deve estar nos próximos dias no Brasil, solidarizando-se com o ex-presidente Lula e com a população brasileira.

“A denúncia internacional do que acontece no Brasil é fundamental para resgatarmos as garantias e liberdades individuais conquistadas na Constituição de 1988”, ressaltou Manuela em suas redes sociais.

No período da tarde, Manuela viaja para Buenos Aires-Argentina, para cumprir uma série de compromissos em defesa da liberdade do ex-presidente e da democracia brasileira. Às 17 horas, ela visita Hebe Bonafini, ativista dos direitos humanos e uma das fundadoras da associação Madras da plaza de mayo (Mães da Praça de Maio). Posteriormente, às 17h30, ela se reúne com a senadora e advogada Cristina Kirchner.

Às 19 horas, a pré-candidata do PCdoB vai ao Congresso Nacional da Argentina para tratar sobre a situação antidemocrática no Brasil. Em seguida, às 21h30, ela participa do programa do canal argentino C5N.

Unidade da esquerda

Segundo Manuela, a situação atual do país pede a unidade da esquerda e seus candidatos. Ela também denuncia a grande mídia, que é comprometida com os interesses contrários do povo brasileiro e faz um esforço diário para tentar separar a esquerda brasileira.

“Todo dia uma intriga falsa, uma fofoca, uma provocação artificial. Não devemos cair nesse jogo primário. Espírito de unidade, tolerância mútua, respeito pelas diferenças e ênfase nas questões que nos unem. Esse é o caminho”, frisou a pré-candidata.



Do Portal PCdoB