Últimas Notícias

Pílula anticoncepcional masculina obtém bons resultados no primeiro mês de testes

Testes feitos em mais de 80 homens de 15 a 50 anos dão sinal verde para cientistas avançarem para as próximas etapas da pesquisa 

Reprodução
Por Júlia Sanchez

Uma nova droga está sendo estudada para atuar como pílula anticoncepcional masculina e apresentou bons resultados em seu primeiro mês de testes. Semelhante à pílula feminina, a droga nomeada com as siglas DMAU e cientificamente chamada de Undecanoato de Nandrolona, prevê a diminuição da produção de espermatozóides através de uma combinação de hormônios e deve ser ingerida uma vez ao dia para o total de sua eficácia. 

O sucesso dos testes neste primeiro mês possibilita aos cientistas prosseguirem com as próximas etapas do estudo, visando saber mais sobre o funcionamento da pílula a médio e longo prazo. Por enquanto, o que se tem de informações sobre efeitos colaterais são um leve ganho de peso e queda na produção do HDL, o chamado colesterol bom, na maioria dos participantes, o que não causou grandes preocupações pois não houve nenhum tipo de alteração no funcionamento de órgãos como fígado e rins. 

Embora seja motivo de felicidade por parte principalmente das mulheres que sofrem com a responsabilidade em evitar a gravidez através de métodos contraceptivos bastante invasivos, o Instituto Nacional de Saúde dos EUA, órgão responsável pela criação do DMAU, alega que a estimativa para o lançamento efetivo do medicamento no mercado ainda é de anos. 

Questões como valores e contraindicações ainda não foram levadas a público, até porque essa primeira pesquisa foi realizada apenas com homens saudáveis, impossibilitando a definição de um perfil ideal para o uso do anticoncepcional. Além de vários outros fatores, resta saber o tempo necessário que a não ingestão do medicamento levará para que a produção dos espermatozóides se normalize por completo, e quais são os riscos de infertilidade definitiva para os homens em caso de uso incorreto.